Por
Daniel Bento
8 minComments

O pagamento do cliente foi negado, e agora?

Como transformar uma situação desastrosa em algo positivo para cliente e loja?

Então você decide abrir o seu negócio on-line, escolhendo vender algum tipo de produto ou serviço em que acredita muito. Parabéns! Este momento de fato é muito especial.

yay

Você estudou o mercado, o cenário do comércio eletrônico, o (complicado) cenário dos meios de pagamento on-line, contratou uma plataforma de e-commerce, aprofundou-se em marketing digital, investiu em SEO, SEM etc… e finalmente consegue alguém que entra no seu site. Esta pessoa se interessou tanto pelo produto/serviço que você oferece que, olha só!, ela decidiu tirar o cartão do bolso e dar um voto de confiança à sua loja. As coisas só melhoram, não é mesmo?

shaq

A cliente finaliza o pedido, coloca os números do cartão de crédito na página de checkout, clica no botão “confirmar pagamento”… falta pouco!

waiting

Este suspense dura de 3 a 4 segundos, até que de repente a pessoa vê esta telinha muito simpática:

screen

Espera aí, transação negada???

Eu, se visse uma tela como esta, fecharia correndo do site e bateria rapidamente a tela do laptop, com medo de subir um giroflex da polícia atrás do computador, uma sirene tocar e alguém entrar pela porta para me prender. Saio correndo mesmo e não volto mais!

Este exemplo acontece todos os dias em um e-commerce normal, provavelmente porque o cliente teve o pagamento negado pelo banco! Agora… por que será que este pagamento negado tem um viés tão negativo no mundo on-line?

Você inclusive já deve ter vivenciado uma situação em que o seu pagamento foi negado dentro de uma loja física, não é? Em uma ocasião assim, o funcionário do caixa lhe orienta a telefonar para o banco e verificar o que houve. Você, então, pega o telefone, explica ao banco que é você mesmo quem está fazendo aquela compra e que o pagamento pode ser autorizado. Pronto! Pagamento liberado na hora, ali mesmo na boca do caixa, rapidamente - e você deve ainda ter recebido um cafezinho enquanto resolvia o problema.

Mas por que isso não se repete de maneira semelhante em uma venda on-line? Provavelmente porque, estranhamente, ninguém está preocupado com esta transação - e, por isso, este dado não está no radar da maioria dos gestores de e-commerce.

Há diversos motivos para a negativa de um pagamento on-line, mas veja alguns:

1: Análise do comprador feita pelo banco (por exemplo, identificando se ele está acostumado a fazer uma compra onpline no meio da madrugada, de valor alto, ou ainda de determinado tipo de produto ou em certo tipo de loja)

2: Dados do cartão digitados com erro

3: Cartão bloqueado para uso

4: A fatura do cartão não foi paga pelo cliente

5: Falta de limite

… entre outros!

Ah, e é importante lembrar que ainda não estamos falando dos pedidos que foram negados pelo próprio lojista por tentativa de fraude; somente as transações negadas pelos bancos ou adquirentes.

São muitas as transações online negadas? No Brasil já tivemos índice de cancelamento de quase 33% - o percentual vem diminuindo de anos em anos, e hoje estamos entre 15% e 20% de negativa de pagamento - esta redução se deu graças aos esforços dos bancos/adquirentes na melhoria de seus sistemas.

Baixe grátis!
Infográfico: conheça as top 5 ferramentas da fraude

Outra pergunta comum: o e-commerce vai saber o motivo desta negativa?

Bom… na maioria dos casos o motivo é genérico - afinal, um banco não deve abrir informações sensíveis do cliente (tal como fatura em atraso) para ninguém, concorda? De qualquer forma, na melhor das hipóteses, o lojista precisará se esforçar para atender cerca de 15% dos clientes que não conseguirão efetuar a compra na primeira tentativa.

Mas, voltando ao caso do início deste post, vamos pensar na cliente do início dest post, que por algum motivo teve a tentativa de pagamento negada.

Diferentemente do colega que resolveu fazer uma página tão agressiva como aquela quando o pagamento foi negado, você deve entender que, se uma usuária teve a coragem de confiar no seu e-commerce e tentou fazer uma compra que foi negada, ela é uma cliente frustrada - e não alguém de quem você precisa duvidar ou que deve ignorar no primeiro momento.

Ok, mas e como transformar esta situação chata em uma oportunidade de fidelização e relacionamento?

screen

Bom, basta ter uma postura simples e cortês de orientação.

Participei de um evento de pagamentos há alguns anos, quando vi um case muito interessante de uma assinatura de jornal: quando a cliente tinha o processamento de pagamento negado, o site retornava a seguinte informação:

Prezada Fulana,

Infelizmente seu pagamento foi negado pelo seu banco e não sabemos o motivo desta negativa. Algumas vezes os bancos fazem isso na dúvida se é mesmo você quem está comprando on-line! Nós orientamos você a entrar em contato imediatamente com o seu banco e questionar o motivo da negativa; eles saberão que esta venda foi negada agora e poderão liberar a transação rapidamente, com este simples telefonema. Enquanto você resolve esse problema, nós já processamos sua assinatura de jornal e você passará a receber seu exemplar em casa amanhã! Ficaremos felizes com seu retorno e a confirmação do pagamento. Ah, e se você quiser pagar com outro cartão, clique aqui

Falamos de uma assinatura de jornal, mas a situação poderia ser replicada para a compra de uma TV, por exemplo, não? Não despachando imediatamente o produto, mas quem sabe uma mensagem de que a oferta estaria garantida por X dias?

E qual o impacto da mensagem que esta empresa de jornal tinha?

  • 50% dos clientes tentava um outro cartão na hora;
  • 27% retornava e fechava a compra em até 3 dias.
  • Nenhum caso de clientes inocentes que saíram correndo do quarto com medo de uma sirene policial.

Resumindo: tínhamos uma cliente que poderia ter ficado frustrada por conta da negativa de uma compra, mas agora temos uma cliente fidelizada! Alguém duvida de que ela ficou confortável com a postura do site e com a clareza pela qual as informações foram passadas?

Então, minha dica: trate a sua cliente ou o seu cliente de uma maneira amigável, em todos os momentos. Não tenha dúvidas de que esta postura será retribuída, seja com uma compra ou com indicações para outros potenciais consumidores.

Leia também
Você precisa avaliar uma coisa muito importante no seu e-commerce
Como a Konduto reduziu 77% dos falsos-positivos do Grupo Marcyn?
Por que antifraude garantido é um mau negócio para o lojista?

Sobre a Konduto

Somos uma empresa que desenvolveu uma tecnologia inovadora para barrar fraudes no e-commerce. Analisamos como um cliente se comporta desde o primeiro momento em que acessa o seu site até o instante em que a compra é concluída e geramos em tempo real uma recomendação sobre aquela transação.

Além dos dados cadastrais, nosso sistema também reúne outras informações básicas como fingerprint e geolocalização, dentre outras, e passa todos estes dados por um filtro de inteligência artificial. A venda é analisada em menos de 1s, sem prejudicar ou causar transtorno à operação do lojista. Nosso algoritmo de machine learning aprende com cada análise e evolui com o passar do tempo, reduzindo cada vez mais o número de fraudes.

Quer saber mais? Ficou alguma dúvida?

Fale com a gente no e-mail oi@konduto.com

Conecte-se com a Konduto também nas redes sociais: Linkedin, Facebook e Twitter