Blog da KondutoDicas de e-commerce

O que é Custo de Aquisição de Cliente (CAC)? Descubra 4 formas eficazes de como reduzi-lo!

Por 25 de fevereiro de 2018 fevereiro 25th, 2019 Nenhum comentário

Mensurar e acompanhar o custo de aquisição de cliente (CAC) de uma empresa é essencial para entender o quanto o negócio é saudável e escalável. Esse custo nunca pode ser maior do que o retorno que o cliente trará para a empresa.

Vamos explicar melhor como calcular essa métrica e dar 4 dicas para reduzir o CAC. Acompanhe!

O que é CAC?

O custo de aquisição de cliente é, basicamente, o custo médio dos esforços diretamente envolvidos em uma empresa para a aquisição de cada novo cliente. Normalmente, os custos contabilizados são de marketing e vendas, porém podem variar de empresa para empresa.

O CAC deve ser calculado mensalmente, considerando os gastos e a quantidade de clientes daquele mês. Acompanhar a evolução do custo periodicamente é interessante para compreender, por exemplo, a sazonalidade e a previsibilidade do negócio.

Por exemplo, uma loja que vende roupas de inverno provavelmente terá um custo de aquisição mais alto durante o verão e, consequentemente, precisará pensar em ações para minimizar os custos no período.

Como calcular o CAC?

Para fazer esse cálculo, separe todos os custos envolvidos com marketing e vendas: ações aplicadas, estrutura utilizada — como a verba para compra de mídia, ferramentas de gestão utilizadas, time de vendas (se existente) — e outros esforços que estejam diretamente ligados ao processo.

O cálculo seria o seguinte:

CAC = (custo total envolvido na aquisição) / número de novos clientes

Como reduzir o custo de aquisição?

Agora que você já sabe como acompanhar a métrica, é preciso aprender a aplicar estratégias para a diminuição do custo, como:

1. Invista em tráfego orgânico

Muitos e-commerces acabam se tornando “dependentes” do tráfego originado a partir de mídia paga para a aquisição de novos clientes. Entretanto, em mercados mais competitivos, o lance do custo por clique na mídia paga tende somente a crescer, enquanto o tráfego orgânico é uma opção escalável e com custo mais baixo, apesar de ser a longo prazo.

2. Tenha uma boa equipe de pós-vendas

Criar um relacionamento e facilitar a vida do seu consumidor são fatores que o levam a querer comprar com você novamente. Como já é conhecido, o custo para adquirir um novo cliente é muito maior do que para o de manter um cliente já existente.

3. Faça testes de conversão

Quanto maior for a taxa de conversão média do seu e-commerce, mais você aproveitará o tráfego do seu site.

Exemplo: se um e-commerce que recebe, em média, 20.000 visitantes por mês aumentar a taxa de conversão de 1% para 1,3%, ele já passará a ter 59 clientes a mais todos os meses.

Entenda o caminho que cada cliente precisa fazer em seu site para chegar até um produto e também os CTAs envolvidos. Busque torná-los simples e intuitivos.

4. Mensure e otimize os resultados

Assim como em qualquer boa estratégia, é preciso acompanhar os números mês a mês e cruzar os dados com outras métricas, como o ticket médio, a taxa de conversão e o ROI. Busque entender os que tiveram um resultado fora da curva e compreenda seu negócio como um todo.

Assim, não deixe de começar a acompanhar o CAC desde cedo para garantir que seu negócio esteja lucrativo e próspero.

Agora que você já sabe como fazer o cálculo do custo de aquisição de cliente e algumas formas de reduzi-lo, compartilhe este artigo nas redes sociais para ajudar outras pessoas!

Beatriz Schittino

Autor Beatriz Schittino

Mais posts de Beatriz Schittino