Blog da KondutoDestaquesFeaturedMateriais Gratuitos

E-book gratuito: cenário do autosserviço no Brasil 2021

Por 18 de outubro de 2021 outubro 21st, 2021 Nenhum comentário
E-book: Cenário do Autosserviço no Brasil

Aqui você vai saber: 

Dados, explicações e análises. Ou seja, tudo o que você precisa saber sobre o cenário de autosserviço no Brasil está no e-book feito por e para especialistas do setor. 

O material foi elaborado pela Konduto em parceria com as instituições Boa Vista, Rede, Adobe, Driven CX, Loggi, ConectCar, Infobip e Vindi.

A seguir, te mostro o que você vai encontrar no conteúdo, além de explicar melhor o que é autosserviço e como o antifraude pode ser um diferencial nesse segmento. 

O que você vai encontrar no e-book

Os principais tópicos abordados no material são:

  1. cenário atual no Brasil;⁠
  2. o consumidor e as novas formas de compra;⁠
  3. os principais modelos de autosserviço;⁠
  4. pagamentos invisíveis e a segurança nas vendas;⁠
  5. logística inteligente.

Tudo isso apresentado de uma forma agregadora tanto para quem está chegando a esse segmento agora, como para quem já conhece muito bem do assunto. 

Antes de baixar o conteúdo sobre autosserviço nesse link, te convido a entender um pouco melhor sobre o tema. Vem comigo!

O que é autosserviço?

O autosserviço é caracterizado pela autonomia do cliente no momento da compra, quando não há necessidade do atendimento humano. Esse tipo de serviço tem crescido de forma exponencial nos últimos anos, impulsionado pela transformação digital e inovações tecnológicas. Outro fator que contribuiu e intensificou ainda mais nesse crescimento, foi a pandemia de covid-19, que causou diversas mudanças nos hábitos de consumo do público em geral.

Entre os principais formatos de autosserviço, estão: 

  • delivery, 
  • take away, 
  • recorrência ou assinatura, 
  • drive-thru, 
  • cash & carry, 
  • check-in e check-out online, 
  • lojas omnicanalidade, 
  • social selling
  • e social commerce.

Segundo Tom Canabarro, CEO e co-fundador da Konduto, “os modelos de autosserviço são uma tendência cada vez mais consolidada. Eles melhoram a experiência de consumo, trazem conforto para o usuário e ainda têm a capacidade de tornar o processo de compra mais rápido e seguro”.

Novas tendências no autosserviço

Só de entender melhor o que é, você já deve ter percebido que o autosserviço é uma área que evolui acima da média do mercado. Com isso, naturalmente, novas tecnologias têm sido incorporadas ao dia a dia dos consumidores nas compras por esse sistema. Nesse sentido aquelas que mais se destacaram foram:

  • Live Streaming: plataformas virtuais têm investido muito ultimamente nas transmissões ao vivo;
  • Recommerce ou Second Hands: o uso de produtos de segunda mão ganhou e ganhará ainda mais tração; 
  • Just walk out: quando o comércio não possui caixas para pagamento, ou seja, o consumidor entra, escolhe o produto e por uma tecnologia de virtual card por app, registra o pedido feito pelo cliente. 

Além disso, outras tendências que vale a pena destacar são:

  • Delivery mais sustentável: a bicicleta como um aliado cada vez mais forte nos sistemas de entregas; 
  • Fulfillment e Full Service: que, na prática, são operações logísticas e armazenamento compartilhado e a terceirização de parte ou toda operação de vendas em e-commerce e nos multicanais de uma marca, respectivamente; 
  • A área da Saúde e Estética: aqui é onde a tecnologia chega para aproximar as pessoas do universo da beleza, tornando tudo mais moderno com experimentos em 3D e testes virtuais.

Autosserviço e os pagamentos sem contato

Um serviço que preza pela autonomia e liberdade, não poderia avançar sem também trazer novidades na hora de pagar, não é mesmo? Por conta disso, a forte migração para essa nova forma de consumo influenciou o aumento do uso dos chamados pagamentos sem contato, tais como tags, aplicativos, assinatura online, sistema de compra com um clique e aproximação. 

De acordo com dados do The 2021 Global Payments Report da FIS, as transações instantâneas já ocupam 30% do mercado de transferências bancárias. Tom Canabarro explica que “atualmente, para efetuar um pagamento, não há mais necessidade de inserir o cartão ou preencher dados. Esse processo foi totalmente desmaterializado”.

Dica: saiba mais sobre o assunto no texto “Pagamentos invisíveis: como se preparar para evitar as fraudes do futuro”.

Será que tem fraude no autosserviço?

Quem trabalha com gerenciamento de riscos sabe: onde tem oportunidade de venda, tem tentativa de fraude. No autosserviço isso não seria diferente: a tendência também foi acompanhada pela ação dos criminosos virtuais, que seguem expandindo suas técnicas para novos ataques. 

De acordo com dados do Censo da Fraude 2021, levantamento que mostra o comportamento do comércio eletrônico e do fraudador brasileiro no primeiro semestre, mais de R$ 123 bilhões em compras online foram processadas, valor 251,42% maior do que os 35 bilhões registrados no mesmo período do ano passado e R$ 1,7 bilhão em prejuízos foram evitados ao setor de e-commerce e pagamentos digitais. Outros dados apontam que 70% dos golpes acontecem entre meio-dia e meia-noite e 66% dos ataques são feitos via mobile.

Canabarro é bem enfático sobre o assunto: “Em um cenário de crescimento desse modelo de negócio, com a quantidade de adeptos aumentando progressivamente, fica evidente a necessidade de adotar ferramentas e serviços que tragam segurança para os consumidores, gerando vendas boas e barrando fraudes. A solução passa por inteligência artificial e comportamento de navegação”, explica.

Baixar o e-book “Cenário do autosserviço no Brasil”

Agora que você já tem uma ótima noção sobre autosserviço, chegou a hora de se aprofundar. Baixe aqui gratuitamente o e-book e conheça todo o cenário de autosserviço no Brasil.

Lembrete: se você preferir já conversar com um especialista em antifraude que entende sobre esse segmento, conte com a Konduto

Stefs Masotti

Autor Stefs Masotti

Olá, eu sou Stefs! 🙃 Com formação em Jornalismo e atuação em Publicidade, minha especialidade é colocar confete nos conteúdos que produzo. Trabalho com marketing digital desde os tempos do Orkut.com e sobrevivi a todas as redes sociais que surgiram desde 2009 (rs).

Mais posts de Stefs Masotti

Deixe um comentário