A Black Friday vem aí! Mas e as fraudes, vão aumentar?

Estamos a exatamente um mês da Black Friday, a super campanha de vendas que promete reduzir os preços ao consumidor em até 80% e movimentar uma fortuna em lojas de todo o Brasil – para se ter uma ideia, em 2014 foram R$ 1,16 bilhão de vendas, segundo a revista Exame. Para 2015, apesar da crise econômica que o País atravessa, as previsões são positivas: segundo pesquisa do site Zoom, 71% dos consumidores pretendem realizar compras durante as promoções que acontecerão em 27 de novembro.

No entanto, apesar do cenário interessante para o comércio, é preciso tomar muito cuidado. A Black Friday também é um prato cheio para criminosos, que se aproveitam do altíssimo volume de vendas dos e-commerces para aumentar a incidência da fraude on-line.

Nós sabemos que fraudadores gostam, sim, de promoção. Não porque os preços estão reduzidos, mas porque é justamente nessa época em que as lojas têm mais pedidos para processar e, geralmente, acabam “abrindo um pouco a porteira” na hora de aprovar determinadas compras. Afinal, o consumidor está disposto a comprar e a gastar mais.

E o golpista sabe disso, infelizmente. É neste momento que ele aproveita para realizar mais fraudes, que talvez não serão detectadas pelas lojas – que acabarão ficando mais sobrecarregadas para avaliar todos os pedidos suspeitos, aprovarão a compra e enviarão os produtos.

A dor de cabeça virá nos meses seguintes, quando os consumidores “verdadeiros” detectarem as cobranças indevidas nos cartões de crédito e solicitarem o cancelamento da compra. Chargebacks, chargebacks, chargebacks… e mais chargebacks.

A Black Friday não deverá causar, percentualmente, um aumento de fraudes no e-commerce brasileiro – afinal, é esperado que as vendas também cresçam no período. No entanto, o custo dos lojistas acabará aumentando – e a rentabilidade será reduzida. E, convenhamos, isso não é nada agradável.

Cabe aos lojistas saberem se proteger, seja não “afrouxando o cinto” na hora de realizar aprovações de compras suspeitas ou, mais importante ainda, realizando uma força-tarefa com as equipes de planejamento e logística: eles podem ajudar a interceptar pedidos que sejam entregues no mesmo endereço para clientes diferentes.

Sobre a Konduto

Somos a primeira empresa do mundo a considerar o comportamento de navegação e compra do usuário em um site de e-commerce para calcular o risco de fraude em uma transação. Nosso sistema, que combina também todas as técnicas tradicionais da análise de risco (validação de dados cadastrais, revisão manual, fingerprint, geolocalização) ainda conta com filtros de inteligência artificial, que aumentam a precisão do antifraude e beneficiam a operação do lojista.

Nossos cases de sucesso mostram que a Konduto tem a mais moderna e eficiente tecnologia para barrar fraudes on-line. Temos clientes de todos os segmentos do e-commerce e somos reconhecidos pela imprensa e pelo mercado de tecnologia como uma das empresas mais inovadoras do ramo de tecnologia criadas no Brasil nos últimos anos.

Entre em contato conosco no e-mail oi@konduto.com e nos diga como a Konduto pode ajudar o seu e-commerce!

Felipe Held

Head de Comunicação e Marketing da Konduto desde 2015, Felipe é formado em Jornalismo, pós-graduado em Marketing e trabalhou em Gazeta Esportiva, UOL e Terra antes de entrar para o time do melhor antifraude do e-commerce

Share This