Meu cartão de crédito foi clonado! E agora?

Você certamente conhece alguém que já teve o cartão de crédito clonado e utilizado para alguma compra indevida na internet, ou talvez até mesmo você já tenha passado por este problema. No entanto, muitas pessoas não sabem exatamente por que isso acontece e nem o que devem fazer quando são vítimas deste tipo de crime, cada vez mais comum em nosso dia a dia. Sempre há inúmeras dúvidas a respeito deste tema, e pior: por falta de informação, o consumidor acaba tomando algumas atitudes equivocadas para se proteger, mas acaba ficando ainda mais vulnerável a golpes.

O cartão de crédito é a forma de pagamento mais utilizada na internet – só no Brasil, 70% das transações são feitas assim, segundo levantamento feito pelo gateway de pagamentos Moip, em parceria com a Keyscores. No entanto, um estudo feito pela Oberthur Technologies mostra que 28% das pessoas que compram no e-commerce já foram vítimas de fraudes e 70% delas modificaram o comportamento de compra depois disso.

Mas será que mudar de comportamento e deixar de fazer compras pela internet é a atitude correta? Confira, abaixo, as principais dúvidas de quem é vítima da clonagem de cartão de crédito e as nossas dicas de o que fazer nessa situação.

Vou perder o dinheiro daquela compra indevida com o meu cartão?

Não. Basta ligar para o seu banco ou para a operadora do cartão de crédito e informar a compra que você não reconhece na fatura. O cartão será cancelado automaticamente e a cobrança na fatura será cancelada.

Como clonaram meu cartão?

Talvez você nunca saberá como o seu cartão de crédito foi clonado. Ele pode ter sido utilizado para um crime online, mas o vazamento dos dados pode ter ocorrido tanto na internet (por conta de ataques de hackers e vírus ao seu computador ou ao de um e-commerce) como no “mundo físico” (algum caixa eletrônico ou maquininha de cartão tinha um “chupa-cabra”, que era capaz de interceptar os dados do cartão e enviá-los para os criminosos).

Foi a loja que clonou meu cartão?

Provavelmente não. O e-commerce responsável por aquela transação que você não reconhece na fatura do seu cartão também foi vítima do crime. Depois que você ligar para o banco e solicitar o estorno daquela transação, o dinheiro sairá da conta da loja – que, por sua vez, já deve ter enviado o produto para o criminoso e terá que arcar com aquele prejuízo. Porém, há alguns casos (muito mais raros) em que o próprio e-commerce é o responsável pelo crime.

Devo parar de fazer compras no cartão pela internet?

De jeito nenhum. O cartão pode ser roubado, copiado e usado para fraudes, mas o consumidor está protegido por contrato contra as cobranças indevidas. Se o cartão foi utilizado em alguma fraude, basta ligar para o banco e solicitar o estorno daquela transação.

Pagar por boleto é mais seguro?

Este é o erro mais comum entre os consumidores. O pagamento por cartão de crédito é sempre muito mais seguro em comparação ao pagamento por boleto. Afinal de contas, se você pagar um boleto falso, não há como pedir o dinheiro de volta – a não ser judicialmente, em um processo bem mais lento do que uma ligação para o banco.

Como eu devo me proteger?

Há algumas atitudes básicas que o consumidor pode tomar, como tomar cuidado com e-mails falsos (phishing), manter um antivírus sempre atualizado no computador e no smartphone e nunca enviar dados sensíveis de cartão de crédito (número, código CVV e validade) por e-mail, chat ou mensagem de texto – e nem realizar recadastros destas informações.

É importante frisar que adotar estas medidas básicas, infelizmente, não garantirá que o seu cartão de crédito jamais será clonado, pois em muitos casos o crime acontece sem que o portador do cartão tenha “culpa”. Por isso, o mais importante é que o consumidor se conscientize dos seus direitos e SEMPRE verifique cuidadosamente a fatura mensal do cartão, para que nenhuma cobrança indevida passe despercebida.

Sobre a Konduto

Somos a primeira empresa do mundo a considerar o comportamento de navegação e compra do usuário em um site de e-commerce para calcular o risco de fraude em uma transação. Nosso sistema, que combina também todas as técnicas tradicionais da análise de risco (validação de dados cadastrais, revisão manual, fingerprint, geolocalização) ainda conta com filtros de inteligência artificial, que aumentam a precisão do antifraude e beneficiam a operação do lojista.

Nossos cases de sucesso mostram que a Konduto tem a mais moderna e eficiente tecnologia para barrar fraudes on-line. Temos clientes de todos os segmentos do e-commerce e somos reconhecidos pela imprensa e pelo mercado de tecnologia como uma das empresas mais inovadoras do ramo de tecnologia criadas no Brasil nos últimos anos.

Entre em contato conosco no e-mail oi@konduto.com e nos diga como a Konduto pode ajudar o seu e-commerce!

Share This