Blog da KondutoDicas de e-commerce

Pesquisa: 90% das pequenas e médias empresas não aceitam pagamento on-line

Por 15 de agosto de 2019 Nenhum comentário

Já falamos algumas vezes aqui no Blog da Konduto que não houve crise econômica capaz de brecar o avanço do comércio eletrônico no Brasil nos últimos anos. Depois de crescer 12% em 2018, o setor faturou R$ 26,4 bilhões só no primeiro semestre de 2019, segundo relatório divulgado pela Social Miner e com participação da Konduto em dados de fraude.

Números e estudos como estes, no entanto, sempre estão vindo acompanhados da ressalva de que o País tem potencial para progredir ainda mais nos negócios virtuais. E uma nova pesquisa, feita pela Americas Market Intelligence (AMI) em parceria com a Visa, reforça esta perspectiva.

O levantamento analisou como pequenas e médias empresas brasileiras – um universo que conta com quase 50 milhões de empreendedores e já possui um papel relevante na economia nacional – exploram o mundo digital. O resultado, digamos, foi bem tímido.

Para se ter uma ideia, apenas 10% das PMEs consultadas pela AMI e pela Visa aceitam pagamentos on-line. A maior parte das vendas pela internet, segundo o estudo, ainda são feitas via transferências eletrônicas (50%) ou débito (45%). Além disso, o pequeno e médio empresário brasileiro transaciona mais pela conta corrente (87%) e com o cartão de débito (72%), deixando o cartão de crédito só para despesas maiores ou emergenciais.

O levantamento também mostra que 10% dos empresários consultados usam um produto financeiro pessoal com fins empresariais. Já em relação às vendas, 50% realizam pagamentos com cartão e 62% das PMEs têm um terminal POS, mas a preferência no momento de receber ainda é pelo dinheiro (93%) ou por cheques e boletos.

“Ainda existem muitas oportunidades para fomentar o uso dos cartões de créditos e serviços on-line, principalmente os cartões corporativos e empresariais, que podem gerar mais benefícios aos negócios, como melhor controle das despesas, otimização do fluxo de caixa, maior prazo de pagamento, além de seguros e assistências diversas”, diz a Visa, acrescentando que “também é relevante que os pequenos e médios negócios tenham um e-commerce para realizar suas vendas de forma mais ampla e diversa”.

Nós da Konduto concordamos. Num momento em que tanto se fala sobre autenticação biométrica, reconhecimento facial, bancos sem agências físicas e tantas outras tecnologias, o varejista, mesmo pequeno e médio, precisa ter em mente que um meio de pagamento moderno e inovador pode ser um atalho para o sucesso – há vários exemplos disso, como a Uber, conforme explicamos neste artigo aqui.

Por último, vale ressaltar que o cartão de crédito é a opção preferida de pagamento de 62% dos consumidores brasileiros. Com isso, não aceitar cartão – seja pelas taxas cobradas pelas operadoras, pelo risco de fraudes, por ambos ou por qualquer outro motivo – pode sair bem mais caro para o seu e-commerce. Sabe o boleto, que muita gente ainda acha que é o meio de pagamento mais seguro? Talvez você deva ler estes artigos aqui e repensar essa ideia…

Quer ler mais sobre este tema? Sugiro o nosso texto “formas de pagamento on-line: quais valem a pena para e-commerce”? Ah, e assine nossa newsletter para ler mais conteúdos relevantes sobre mercado de risco, comércio eletrônico, tecnologia e muito mais!

Você já assina a newsletter da Konduto?

Eduardo Carneiro

Autor Eduardo Carneiro

Eduardo é jornalista formado pela Cásper Líbero e trabalhou em sites como Gazeta Esportiva, Terra e UOL ao longo da carreira. Na Konduto desde junho de 2019, escreve sobre as novidades do mundo da fraude e arrisca imitações de celebridades.

Mais posts de Eduardo Carneiro