Blog da KondutoDestaquesDicas de e-commerceProteja sua loja

Por que ter um antifraude na Black Friday mais digital da história é fundamental?

Por 17 de setembro de 2020 setembro 25th, 2020 Nenhum comentário
konduto antifraude na black friday

A Black Friday caiu no gosto popular ao longo dos anos e se tornou a principal data sazonal do calendário do e-commerce brasileiro. Só na edição de 2019, o evento movimentou R$ 3,2 bilhões em vendas on-line (dados Ebit/Nielsen), um aumento de quase 24% em relação a 2018. A expectativa para 2020 era para um novo avanço antes mesmo da pandemia do novo coronavírus.

Bem, aí, como você já leu aqui na Konduto (no estudo que fizemos em parceria com a ABComm) e em outros lugares, o comércio eletrônico brasileiro viveu um boom. O distanciamento social, a quarentena e o fechamento de lojas físicas por meses fizeram milhares de varejistas e milhões de consumidores migrarem para as compras virtuais a partir de março.

E as perspectivas para o setor continuam boas, mesmo com a reabertura da maior parte do comércio. Uma pesquisa da Rakuten mostrou que 73% dos brasileiros passaram a comprar mais on-line e que 86% pretendem priorizar compras usando dispositivos digitais nos meses de alta no fim do ano. Outro levantamento, feito pela TracyLocke Brasil em parceria com a Behup, apontou que 67% dos brasileiros querem aproveitar as promoções da Black Friday 2020, mesmo com a crise econômica tendo se acentuado recentemente.

Sim, amigos e amigas deste blog. A Black 2020 vai bombar e vai ser a mais digital da história. Em artigo publicado no site E-commerce Brasil, Pedro Eugenio, o empresário responsável por trazer o evento ao Brasil, ressaltou que a pandemia continua e deve evitar aquelas imagens de pessoas aglomeradas à espera da abertura de lojas físicas (alguns grandes varejistas não vão nem abrir as portas). “Quem não estiver presente no mundo digital estará fora do jogo”, pontuou.

A opinião é compartilhada por outros especialistas. “Vai ter um pico enorme. Temos um ambiente muito mais preparado e usuários mais informados. Hoje também há mais categorias que antes nem sonhávamos no e-commerce. Essa combinação faz com que a gente acredite que a Black Friday vai ser ainda melhor do que as edições dos anos anteriores”, afirmou presidente do Google no Brasil, Fabio Coelho, durante o Global Retail Show.

A importância do antifraude na Black Friday

Diante deste cenário, a contagem regressiva para 27 de novembro já começou. E os e-commerces que estão preparando o checklist para a Black não podem se esquecer de um ponto essencial: a segurança. Afinal, de nada adianta você preparar toda a infraestrutura do site, reforçar o estoque, caprichar nas campanhas de marketing e nos descontos, ter um checkout eficiente e, no fim, ver um monte de vendas se transformarem em chargebacks.

Sim, a Black Friday não é atrativa apenas para os consumidores, mas também para os criminosos cibernéticos. Eles sabem que a demanda é maior na data e que agora tem muito mais gente conectada (vide a quantidade de novos golpes que surgiram desde que a pandemia começou).

Alguns dados que levantamos aqui relativos à Black passada podem te ajudar a entender a dimensão do risco. Do volume financeiro de R$ 1,3 bilhão que analisamos na Konduto ao longo dos quatro principais dias do evento em 2019, pouco mais de R$ 31 milhões eram de origem fraudulenta – e conseguimos barrar graças à nossa tecnologia e ao nosso time de especialistas. Isso também significa que, a cada R$ 1.000 em pedidos, R$ 22,40 estavam relacionados a compras feitas por estelionatários.

Já imaginou o tamanho do prejuízo que muitos dos nossos clientes dos mais variados segmentos teriam sem a nossa solução? Vou além: já imaginou o prejuízo que teriam sem a nossa solução mesmo que só por alguns minutos na Black? Isso porque chegamos a registrar picos de 15 pedidos analisados por segundo no ano passado! E mesmo diante deste volume o nosso sistema não ficou fora do ar um minuto sequer, garantindo proteção total aos e-commerces ao longo de todo o período de promoções.

Na Konduto, a Black Friday já começou faz tempo. A pandemia fez clientes como a Decathlon registrarem um volume típico da data, só que em março e em abril, e fomos capazes de ajudá-los a aprovar o maior número de pedidos diante do menor risco possível. A preparação continua para que no fim de novembro nossa estrutura esteja pronta para mais uma vez ajudar a Black a ser mais exitosa e segura para todos os envolvidos na cadeia do e-commerce. Se quiser saber mais, é só falar conosco!

Eduardo Carneiro

Autor Eduardo Carneiro

Eduardo é jornalista formado pela Cásper Líbero e trabalhou em sites como Gazeta Esportiva, Terra e UOL ao longo da carreira. Na Konduto desde junho de 2019, escreve sobre as novidades do mundo da fraude e arrisca imitações de celebridades.

Mais posts de Eduardo Carneiro