Blog da KondutoProteja sua loja

Você sabe o que a análise de risco observa na loja virtual?

Por 10 de setembro de 2016 outubro 25th, 2018 Nenhum comentário

Os sistemas de análise de risco no e-commerce evoluíram bastante nos últimos anos. Nesse contexto, passa a ser fundamental entender que cada venda online conta uma história, e as informações coletadas por uma plataforma de antifraude são primordiais para aumentar a credibilidade de uma análise, distinguindo uma transação fraudulenta de uma ação legítima.

Embora chargebacks sejam comuns e ocorram devido a divergências consideradas como fatores controlados, o motivo mais temido é a fraude. Muitas vezes, os principais alvos são empresas que vendem produtos eletrônicos. Em função dos altos preços, são itens mais fáceis para revenda, gerando retorno financeiro imediato para o fraudador.

Para ajudá-lo a manter a segurança das suas vendas, neste artigo vamos apresentar os principais tipos de fraudes, como funciona a análise de risco e quais aspectos são avaliados pela Konduto para otimizar a segurança da sua loja online. Confira!

Quais são os tipos de fraudes mais comuns?

Os procedimentos de avaliação podem variar de acordo com a plataforma escolhida. Contudo, antes de especificar a performance desses sistemas, é importante destacar os tipos de fraudes mais comuns nos e-commerces, tais como:

  • fraude efetiva — caracteriza-se pelos pedidos finalizados com cartão de crédito roubado ou clonado;
  • autofraude — a aquisição é feita pelo próprio titular do cartão, que recebe o produto normalmente. Contudo, ele age de má-fé, relatando que não executou a compra;
  • fraude amigável — quando o pedido é efetuado por uma pessoa próxima ao titular do cartão. Como o dono não tem conhecimento dessa aquisição, solicita a devolução do dinheiro e o empreendedor fica com o prejuízo, assim como nas outras fraudes citadas.

O que a análise de risco observa?

Além de contribuir para a segurança da sua loja online, a análise de risco tem como objetivo elaborar um perfil dos seus consumidores para identificar um possível fraudador. Embora não sejam sempre os mesmos, é bom considerar determinados padrões.

No geral, as plataformas antifraude analisam dados dos compradores por meio de redes neurais e inteligência artificial. Dessa maneira, quando um usuário acessa a loja virtual, o sistema tem a chance de conhecer sua origem e realizar todo um acompanhamento durante a navegação.

A vantagem dessa aplicação é redução ou eliminação total de fraudes, garantia de mais praticidade na avaliação e autenticidade dos pagamentos, proteção da sua empresa e dos seus clientes, viabilização de tranquilidade aos empreendedores em relação a supostos golpes, além de proteção à marca no que diz respeito a danos morais e prejuízos financeiros.

Portanto, quando você conhece o perfil dos seus clientes, caso uma situação fuja do habitual, é primordial se questionar, pois a chance de uma atitude divergente ser fraude pode ser grande. Dessa maneira, compete a você identificar quais ações são consideradas um risco ao seu e-commerce ou não. Vale lembrar que outros aspectos também são bastante importantes para a avaliação antifraude, conforme você poderá acompanhar a seguir.

Quais aspectos são relevantes para uma avaliação antifraude?

Dados cadastrais

Ter acesso aos dados cadastrais de um cliente é fundamental para diminuir fraudes e otimizar lucros. Obter informações confiáveis sobre o consumidor influencia diretamente a aprovação e o envio do pedido solicitado.

As informações analisadas permitem a elaboração de um perfil por meio do histórico de compras e de pagamentos realizados. Esse processo se torna ainda mais relevante em comércios virtuais de eletroeletrônicos.

Fingerprint

Fingerprint é a identificação única de um dispositivo conectado à internet. Desse modo, o seu computador tem um ID, que é diferente do ID do seu smartphone, o qual é diferente do ID do seu tablet.

É provável que você já tenha cogitado a possibilidade de um criminoso criar várias contas falsas em sua loja virtual e utilizá-las para realizar compras fraudulentas com cartões de crédito distintos. Contudo, é um pouco difícil que ele tenha diversos aparelhos para usar.

Por essa razão, as tecnologias de fingerprint são muito eficientes e reúnem todas as informações de um único dispositivo — como sistema operacional, navegador, idioma utilizado, geolocalização, resolução de tela, entre outros — para barrar fraudadores.

Machine learning

Basicamente, esse é um subcampo da inteligência artificial que corresponde à capacidade de aprendizagem de uma máquina durante a reprodução de tarefas. Desse modo, quanto mais ela assimila determinados padrões, melhor se torna.

Essa técnica desenvolve algoritmos que possibilitam que o dispositivo avalie as informações de uma ação realizada, estabeleça padrões mais refinados e aplique esses procedimentos em outras oportunidades, gerando um ciclo de aprimoramento constante em velocidades cada vez maiores.

O processo acontece da seguinte maneira: sempre que um novo dado é coletado, o computador cruza essa referência com toda a base de informações, com a finalidade de gerar novas descobertas. Por meio da evolução do aprendizado, o algoritmo que toma decisões atualiza de maneira automática.

Dados de redes sociais

As redes sociais são ótimas alternativas para avaliar um perfil na análise de risco. Além de investigar dados relevantes como localização ou se o e-mail já foi utilizado para a realização de alguma fraude, a recomendação é verificar se o usuário é falso, considerando os perfis criados há pouco tempo.

Comportamento do consumidor

Uma vez que a plataforma tem todos os dados pessoais fornecidos pelo usuário, essas informações são combinadas com uma avaliação minuciosa do comportamento de navegação do cliente dentro da loja virtual, inclusive, relacionada com a forma como é feita a busca pelo produto desejado.

É necessário lembrar que diante da propagação da fraude online e da complexidade da tecnologia, a sua loja virtual precisa investir continuamente na verificação precisa das informações relacionadas aos seus usuários. Isso impede que pedidos fraudulentos criem prejuízos financeiros e, futuramente, prejudiquem a experiência de uso do bom cliente.

Para garantir a segurança do seu comércio online, convém mencionar que a Konduto está capacitada para coletar mais de 2 mil dados diferentes apenas sobre uma única compra, fornecendo um serviço de antifraude com alta performance e sendo uma das melhores do mercado nesse segmento.

Agora que você conhece como funciona a análise de risco, já pode contar com as soluções antifraude da Konduto e otimizar a proteção da sua loja virtual. Basta entrar em contato conosco!

Konduto

Autor Konduto

O blog da Konduto reúne os melhores conteúdos para quem combate a fraude online. Dicas e artigos sobre a análise de risco para melhorar os resultados do seu negócio.

Mais posts de Konduto